Casa Sobrado

Referência: 222511
Bairro: Alto da Boa Vista
Cidade: São Paulo
Área total: 150.00 m2
Área útil: 163.00 m2
Dormitórios: 3 dormitórios
Suítes: 1 suíte
Garagem: 2 vagas
Valor de venda: R$ 1.380.000,00
Valor de IPTU: R$ 189,01

CASA  ALTO DA BOA VISTA – Área construída: 163 m² Área do terreno: 150 m2,Reforma realizada pela arquiteta em Maio de 2010.Situado no miolo do Alto da Boa Vista, próximo às principais atrações e facilidades do bairro [praças, escolas, metrô, serviços de conveniência], este antigo sobrado paulistano se transformou na vivenda atual de um casal com um filho pequeno, após reforma cuidadosa conduzida pela própria moradora, que é arquiteta. Em sete meses, o casal ganhou espaço com uma ocupação mais racional e sutis ampliações, que inspira bem-estar em cada canto. Mudanças sutis como a posição da porta de entrada, a ampliação das janelas e a derrubada da parede entre cozinha e sala trouxeram um ar contemporâneo e ao mesmo tempo, preservaram a linguagem modernista da construção dos anos 60. O telhado foi inteiramente revisado, elétrica e hidráulica foram refeitos e os materiais e equipamentos empregados na obra foram de excelente qualidade: louças e metais Deca, bancadas de banheiro em limestone, aquecedor à gás Rinnai, pressurizador Rowa, armários Cinex/Brinna, luminárias Reka, ar-¬condicionado nos quartos e escritório, persianas Luxaflex, interruptores e tomadas Pial, dentre outros. As escolhas visuais em tudo foram sóbrias e atemporais, convertendo a antiga casa em um espaço feito para conviver, receber e produzir. Hoje, a vida da família toma novos rumos e por isso o espaço vai à venda. Mobiliário e eletrodomésticos podem ser negociados também.A marquise alterna fendas para iluminação natural e estrutura fechada para o passeio da entrada de pedestres; ninguém toma chuva para entrar em casa.Porta fecha a passagem para o corredor lateral, que conduz ao escritório, garantindo privacidade e segurança.A lareira de concreto incorpora nichos que servem de mesas laterais para o estar e formam a base para uma generosa prateleira decorativa.Em uma das vagas de garagem, placas drenantes demarcam o espaço para um carro preservando a permeabilidade do solo.O limite entre as paredes e o piso de granilite das ala é demarcado por um rodapé metálico invertido, que dá a impressão de que as paredes estão descoladas do chão.Voltada para o corredor lateral, foi aberta uma janela composta de duas folhas de correr e uma bandeira fixa de vidro aramado, trazendo claridade e ventilação.A escada original foi inteira preservada, mantendo a linguagem arquitetônica dos anos 60.Da mesma forma, os amplos vitrôs instalados na casa desde sua construção permaneceram, mantendo a boa ventilação cruzada e a sensação de amplitude.O bufê da sala de jantar foi uma das estratégias usadas para ganhar espaço; seu projeto aumentou a capacidade de armazenagem do ambiente sem interferir na circulação.O balcão de concreto abriga a um só tempo o micro-ondas, nichos para bancos, além de um armário e pequena despensa.A bancada da pia foi refeita com Corian [DuPont] e a parede, revestida com pastilhas Vidrotil. O piso de granilite traz um ar vintage alinhado ao projeto e, ao mesmo tempo, facilita a limpeza. No teto da edícula, claraboias garantem iluminação natural ao banheiro de serviço e à lavanderia.A laje deu origem a um solário com canteiros para plantas, garantindo uma vista verde à janela da suite.Blocos-vaso formam um jardim vertical e equilibram visualmente o recuo gerado pela bay-window do escritório. Uma escada caracol leva ao solário de maneira compacta e conveniente.A parede que fechava a lavanderia foi inteiramente refeita com elementos vazados, promovendo luz e ventilação constantes para o ambiente.

COMPARTILHE: